PEQUENOS PROVEDORES (ISPs) AGORA SÃO GRANDES



Há mais de 50 anos os Estados Unidos estavam muito próximos de atingir a proporção de uma linha telefônica para cada habitante do país. Era algo surpreendente! Aqui no Brasil as projeções só conseguiam indicar quantas décadas precisaria até a proporção de uma linha telefônica para cada dez habitantes.

Hoje tanto no Brasil como nos Estados Unidos existe mais de uma linha telefônica – de celular, obviamente – por habitante. A tecnologia transformou todas as áreas. Um detalhe em especial é curioso de ser observado. É a acessibilidade econômica, a popularização desses recursos. As soluções tecnológicas são pensadas para todo mundo, não apenas para as classes mais abastadas. Chegam primeiro para os ricos, mas em pouco tempo, vão atingindo todas as classes sociais.


Há um diferencial de engenharia aí. Quem tem mais capacidade, pode obter mais dos circuitos digitais. Consegue vasculhar de tal forma a lógica dos algoritmos, que obtém muito mais da máquina. O caso do WhatsApp é emblemático. Alguém, que estudou muito as tecnologias de informação e comunicação (TICs), notou que ali já tinha tudo para fazer um telefone virtual e conectá-lo a outros. Foi uma questão de amarrar as pontas com um software genial. E no seu celular, de repente, foi agregado um telefone gratuito, com capacidade pra falar no mundo inteiro.


A EiTV Connect é um projeto com esse perfil. A plataforma consegue transformar um ISP – um provedor de internet regional – num serviço de streaming para filmes e séries. Ah, e também streaming para músicas e jogos. Ah, e também numa TV por assinatura. Ah, pode até criar um canal local. Ah... É muita coisa, melhor começar de novo. Primeiramente todo o serviço pode ser customizado, chega ao cliente com a marca do ISP. Não exige um alto investimento do contratante pois o sistema é oferecido como serviço. É o próprio ISP que escolhe as opções para disponibilizar para o consumidor, que nem vai precisar de set-op box, aquela caixinha que fica do lado da TV. 


O provedor pode criar a sua própria mídia de acordo com os modelos de negócio mais comuns na sua região de atuação. Ele vai oferecer vários pacotes aos assinantes, não apenas a conexão. Pacotes muito atraentes: terá à disposição mais de 70 canais de TV e um catálogo com mais de 2 mil filmes de grandes estudos, como Sony e Warner. O cliente vai contar até com o popular catch up, para gravar e assistir aos programas na hora que quiser. O provedor terá total autonomia para incorporar à plataforma mais de 1.000 mídias e canais lineares públicos externos, tipo Dailymotion, Vimeo, Youtube. Isso deve atrair uma base de assinantes cada vez maior. Uma audiência interessante para disponibilizar para outros tipos de clientes: são produtores locais de conteúdo como canais locais, organizações religiosas, instituições de ensino, até canais de empresas ou clubes. Basta o provedor criar seu próprio hub de conteúdo.


A plataforma EiTV Connect foi criada para gerar mais clientes para o ISP. O CEO da empresa, Rodrigo Araújo, lembra que, por ser aberta, a plataforma “permite que ISPs possam criar novas frentes de atuação e receitas.” Isso é totalmente diferente do que algumas grandes operadoras oferecem, por meio de contratos que amarram o provedor. Poderá oferecer até TVOD, a modalidade de serviço em que um assinante paga exclusivamente para assistir a um determinado jogo, ou filme que está chegando às telas do cinema. "Esta autonomia para o ISP é o grande diferencial da nossa proposta de trabalho com os Provedores de Internet", enfatiza Araújo. O pacote de serviços da plataforma, para dar suporte ao novo perfil que os ISPs poderão assumir, inclui apoio de marketing, treinamento operacional e de vendas, criação de aplicativos para celular e  Smart TV, além do site e landing page.


São essas preciosidades, que há muito tempo já estão entre os circuitos e sistemas, que permitem uma oferta mais completa e de menor custo para o cliente que está lá na ponta. Mas precisa de muita engenharia para chegar a uma plataforma assim. A EiTV é uma startup que trabalha há quase 20 anos no desenvolvimento de sistemas relacionados à distribuição de conteúdo on line. Esteve entre as primeiras do Brasil a atuar no desenvolvimento da TV Digital. Tem sistemas em operação em centenas de emissoras de TV de todas as grandes redes nacionais e nas principais da América do Sul. É muita experiência no setor, dedicada à novas soluções. E uma proposta de trabalho voltada a oferecer o máximo que cada tecnologia pode dar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COQUELUCHES DA TECNOLOGIA

GUERRA FRIA 2.0

O SILÊNCIO INOPORTUNO