SET EXPO 2017 ACELERA A TECNOLOGIA NACIONAL


Entre as coisas que brasileiro faz com muita seriedade está a televisão. Com todas as tipicidades aparentemente incompatíveis – como a descontração, a alegria – mas com inquestionável seriedade. É o mundo que reconhece e atesta essa nossa excelência, cada vez menos ilhada. Mais ainda nessas primeiras décadas do século. O espraiamento da tecnologia digital para praticamente todos os setores industriais encontrou, aqui no Brasil, uma base de sustentação fundamental na Engenharia de Televisão.
A SET EXPO, a cada edição, apresenta um fiel recorte dessa realidade. O nível de nacionalização das diversas soluções tecnológicas globais, as contribuições originais da nossa tecnologia, a qualidade dos serviços agregados, tudo aponta para um protagonismo da Engenharia de Televisão brasileira na marcha tecnológica desses tempos. A telefonia móvel, por exemplo, cresceu muito no Brasil em função da infraestrutura nativa da televisão. Uma rede de proporções continentais projetada por uma Engenharia de alto nível, que só foi possível sustentar graças a um modelo de negócio muito brasileiro. É, uma das melhores televisões do mundo é gratuita, aberta. Conquistou um lugar entre os costumes mais populares e isso motivou o mercado empresarial a sustentar esse viés da cultura.
Nesta penúltima semana de agosto a SET EXPO e o Congresso de Tecnologia terão como especial atrativo o “pacote completo” da transição digital. O switch off já é um sucesso inconteste, uma empreitada bem sucedida em grandes regiões metropolitanas. E os detalhes desse engenhoso “pacote” estarão distribuídos pelos estandes, serão discutidos entre profissionais, apresentados em palestras e incorporados a novos usos, além da TV.
A SET EXPO é um espaço onde o tempo não passa simplesmente. Ele assimila transformações e projeta novas pautas, que efetivamente se cumprem e desenham a paisagem do futuro próximo. As expectativas de edições anteriores reaparecem porém, concretizadas em soluções disponíveis para o mercado.

A HORA É ESTA

A EiTV é uma empresa que assume papéis desafiadores nessa escalada em direção ao futuro da tecnologia nacional. Isso significa prover soluções locais também para desafios globais. No ano passado, durante a Rio 2016, a EiTV forneceu uma tecnologia exclusiva desenvolvida para compartilhamento de arquivos audiovisuais em tempo real. Hoje ela é a base do EiTV CATV, um sistema que vai representar uma grande redução de custos para hotéis, centros de lazer, hospitais e outros locais com muitos aparelhos de TV de livre sintonia. Por exemplo, num hotel com 100 apartamentos, em cada um deles os clientes podem escolher qualquer emissora a qualquer hora. Com a grande diferença de que não vai precisar de um set-top box para cada televisor. A seleção dos canais pode ser feita pelo controle remoto da TV. O sistema é interligado pelo mesmo cabeamento RF que já é utilizado, o que facilita em muito a migração dos novos clientes.
Por outro lado, no panorama broadcast muita coisa está acontecendo pelo Brasil. Quer dizer que na maior parte do Continente Sul Americano, na África e em outras regiões do planeta que adotam o sistema ISDB-T deve acontecer o mesmo em breve. A digitalização do sinal de TV hoje está toda concentrada em um único equipamento que só precisa ser conectado a uma saída SDI do controle mestre. Com o EiTV Dual Chanell Encoder é possível realizar todas as tarefas que antes exigiam dois ou três equipamentos diferentes. Ele gera os sinais Full HD e 1-Seg com EPG, Closed Caption e toda a sinalização de tabelas de SI. Geradoras e retransmissoras, no Brasil e no Exterior, já adotam o sistema com muito sucesso.
A linha EiTV Inspector controla de ponta a ponta a qualidade do sinal. O equipamento para emissoras analisa todos os parâmetros do sinal, tabelas e outras funções do sistema, do jeito que são colocados no ar. E ainda grava toda a programação digital para o arquivo exigido por lei, por um período de até 3 meses. Do outro lado o Inspector Box pode ser levado até qualquer ponto da área de cobertura para analisar a qualidade do sinal. Ele indica eventuais imperfeições e a natureza do erro, facilitando ações de assistência técnica e de qualidade de cobertura.
Já a transição do sinal digital para o analógico, durante todo o período de adaptação, pode ser gerenciada por um único equipamento, pequeno, nas dimensões de um aparelho de uso pessoal. É o EiTV CC Box que, a partir de um único sinal digital, coloca no ar o simulcast, a geração paralela do analógico e do digital. Pode ser programado ainda para inserir os avisos da data do desligamento definitivo do sistema analógico, seguindo um calendário automático para aumento progressivo das inserções.

A NUVEM E TODAS AS CEGONHAS

A tecnologia Cloud é o grande horizonte a partir do qual muitas inovações estão sendo construídas e outras tantas novidades vão nascer. Os arquivos eletrônicos remotos dão materialidade ao sonho da “aldeia global”, disponibilizando a qualquer tempo e em qualquer lugar, com máxima segurança, as informações digitais que você tenha armazenado.
A EiTV CLOUD é uma plataforma para armazenamento e distribuição específica de conteúdos audiovisuais. Ela gerencia o tráfego desses arquivos segundo os parâmetros determinados e os disponibiliza para consumo a partir dos aplicativos EiTV Play. Permite a interação a partir dos arquivos compartilhados e assim pode atender a uma infinidade de usos pessoais e empresariais. Com a vantagem de que o custo pode ser escalável, segundo a disponibilidade para investir.
Através do sistema um arquivo de vídeo pode ser enviado para rodar em qualquer monitor disponível, de um celular a uma TV conectada. Outro vídeo pode ser disponibilizado apenas para membros de um determinado grupo, ou ainda para qualquer interessado que decida pagar por ele. Se precisar fazer uma avaliação de aproveitamento o usuário vai poder interagir livremente, tudo documentado em relatórios que podem incluir detalhes de cada acesso.
A tecnologia Cloud é a principal responsável pela expansão do uso de vídeo, como se pode confirmar num evento como a SET EXPO. Aplicações da saúde à engenharia, do entretenimento à educação, crescem em quantidade e em sofisticação. E esse ritmo tende a crescer com o IoT, a “Internet das Coisas”, cujos passos já avançam sobre o mercado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COQUELUCHES DA TECNOLOGIA

GUERRA FRIA 2.0

O SILÊNCIO INOPORTUNO