INTIMIDADE AUMENTADA E REALIDADE ALCANÇADA



Do que você mais precisa quando quer mudar as atitudes de uma pessoa para melhor? Ah, que bom seria se alguém tivesse essa resposta! Mas pelo menos algumas ferramentas, certamente, fazem parte de qualquer “oficina” de comportamento.

A vontade daquela pessoa é a primeira coisa a ser considerada. Ela precisa aceitar que deve mudar, se quer atingir algo que já tentou, mas não conseguiu alcançar. É a aceitação que abre caminho para os novos conhecimentos que a pessoa vai precisar. Outro ponto importante está na fonte desse conhecimento. Alguém com muito preparo, que possa estar sempre próximo, para gerar confiança e empatia.

Eis aí uma das condições que mais limita essas mudanças. Quem tem tempo suficiente para estar presente para tantas pessoas, espalhadas por muitos lugares diferentes, distantes entre si? Pode até não ser indispensável, mas a proximidade, ou até a intimidade, são fatores poderosos quando se quer inspirar mudanças.

Atitude, mudança, aceitação, preparo, empatia, intimidade. Falando assim nem parece que estamos tratando também de um aplicativo. Isso mesmo, um app. Mas é melhor ir se acostumando, refazer conceitos, porque essa intimidade toda, cada vez mais, vai fazer parte da nossa relação com as máquinas. Em tempos que tanto se fala em inteligência artificial, já se pode falar também em sentimentos online.

Muito mais do que a antiga conversa por telefone com a namorada, sentimento online é uma experiência enriquecedora, onde o tráfego de ideias, o entrosamento interpessoal, acontecem quase como num contato presencial.

Eugênio Martins, do Grupo João Bosco, é um especialista em fazer pessoas bem-sucedidas. Jornalista, Publicitário, Executivo do Grupo e palestrante, ele tem 20 anos de experiência em aproximar potencialidades de atitudes concretas. E garante que isso pode acontecer mesmo numa distância de muitos fusos horários. Mas, nesse caso, vai depender de uma ferramenta muito especial.

O tipo de negócio que ele desenvolveu junto à sua equipe é baseado em palestras personalizadas. Desde o início das atividades todas as palestras foram precedidas de uma conversa pessoal com cada gestor, para um aprendizado sobre a realidade profissional na qual determinado grupo está inserido. É dessa forma que o grupo vem conseguindo aumentar o número de profissionais mais comprometidos com as empresas onde trabalham, mais criativos, capazes de oferecer mais do que se esperava deles quando contratados. Para isso, usa-se de uma certa intimidade funcional.

A partir da empatia, da proximidade, criam-se as condições para um diálogo mais aberto, envolvendo todas as dimensões daquela individualidade. Além do profissional, ali também está o pai – ou a mãe – o cônjuge, o cidadão/cidadã, o ser humano como um todo. Indissociáveis, todos eles vão trabalhar em favor das metas da empresa.

Foi tudo isso que ele conseguiu “embarcar” na plataforma de cursos da EiTV. Por meio do celular, do tablet ou do computador, o app “Grupo João Bosco – EAD” de acesso público – recebe mensagens audiovisuais direcionadas a partir da plataforma EiTV CLOUD. É lá, na nuvem, por onde é feito todo o gerenciamento da entrega de cada conteúdo. Onde ficam registrados os dados referentes ao horário de entrega, o ambiente, algumas reações do cliente, tempo de exposição, eventuais compartilhamentos... são muitas as possibilidades disponíveis e outras tantas podem ser desenvolvidas, para atender da melhor forma aos objetivos pretendidos.

Para Martins, esse foi um dos pontos fortes na implantação da plataforma: houve muita interação entre os engenheiros da EiTV e a equipe do Grupo João Bosco, até que todas as possibilidades estivessem disponíveis para o atendimento de todas as necessidades. A plataforma EiTV CLOUD não é um produto fechado. Pelo contrário, é um recurso a ser customizado junto a cada cliente.

Por isso é possível conseguir tanta aproximação com empresas, com colaboradores dessas empresas e estabelecer uma “intimidade aumentada”. A realidade de cada um dos atendidos consegue um trânsito preferencial, mesmo a longas distâncias no espaço e no tempo.

O Grupo João Bosco tem um compromisso muito forte com seus clientes e profissionais atendidos. Uma relação baseada na sinceridade e na confiança, capaz de abrir corações e mentes para novas descobertas. Colocar bits nesse relacionamento foi um grande desafio. Agora, depois de dois anos de sucesso, ficou claro que as ferramentas digitais podem ser harmonizadas com o comportamento humano. E que o calor da intimidade pode ser compreendido por um bom algoritmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COQUELUCHES DA TECNOLOGIA

GUERRA FRIA 2.0

O SILÊNCIO INOPORTUNO